Carta aos Ciumentos

Citizen Journalism, Estilo de Vida

Ciúmes não é amor. Ciúmes está ligado ao sentimento errôneo de propriedade do objeto do nosso amor ou gostar.  Desde a infância tudo de que gostamos “tem” que ser nosso, “é meu!” É humano, normal até, mas isso tem que ser controlado. Confie em você e na qualidade do seu relacionamento. O ciúmes não funciona, é de fato um tiro pela culatra.

No caso especifico dos homens e, como homem, é desta ótica que falo, a competição e necessidade de ser aceito colocam pressão e dúvidas na nossa cabeça. Isso é tanto maior quanto mais o sujeito for do tipo “mulherengo”. O fato é que a base de qualquer julgamento somos nós mesmos, aí é que mora o perigo.

Ora, já que o cara não para de atentar as mulheres ao seu redor e, “claro”, seus competidores também não. É mais ou menos lógico pensar, nesta linha, que sua companheira está agora mesmo, neste momento, levando uma cantada, correto?

Correto! Está.

Só que mulher não é homem. (Viva a evolução!) Mulher lida com o assédio normal dos homens desde que se entende por gente. Fez sombra, pronto, levou uma cantada! Portanto, elas são mestres em lidar e tirar de letra qualquer cantada. O ciúmes do companheiro só ofende. 

A gente canta, mas é a mulher que decide quem vai para o trono! Se ela escolheu você, mereça ou não, o trono é seu. Relaxa e goza, acredite e confie em sua companheira. A retribuição disto é muito boa. O contrario disto, o ciúmes, é um convite a traição. Mulheres honestas não traem, então, elas mandam a gente embora. O ciumento sempre perde.

Ah, mas nem toda mulher é honesta, alguém pode retrucar. Verdade, desta fulana poucos homens tem ciúmes… ela é ardilosa. Ela sabe dar ao seu homem a impressão de segurança que ele precisa para ficar tranquilo. Ela também fica, fica tranquila com todo mundo. Esta faz do cara gato e sapato…

Parece um paradoxo, mas não é. A mulher, sua companheira, quer ir e vir, quer estar e ser. Ela quer fazer tudo isso aí na sua frente, com seu consentimento, aplausos, ela não tem nada para esconder. Lembre-se, você está no trono, ela colocou você lá.  Agora, não mate, ou castre, ou reprima quem fez você rei.  

[Nota: As mulheres honestas também têm coisas a esconder, sim, por causa da nossa pequenez. Nós não suportaríamos saber tudo pelo o que elas passam, e ouvem, e têm que se desviar de, etc. Obrigado meninas!]  Isso é problema delas, “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.” Caetano Veloso  

Quando ela decidir que você não é mais o rei, você será o primeiro a saber. E tem mais, ela coloca e ela tira, é direito dela, o trono é dela. Suas chances de ficar nele são tanto maiores quanto o respeito e a segurança você conseguir passar para ela. Lembre-se, não há garantias – esta é a parte legal da coisa.

Seja um bom companheiro, é o que dá para fazer. Controle-se, segura a onda, ciúmes é sinal de fraqueza. Você pode sentir, lide com seus medos, vá ao psicologo, não demonstre. 

Dsc_0055
Ela não quer brincar mais, tranquilo, tem quem queira. 🙂

E se ela/e for embora, de uma forma ou de outra isso é bom para você. Uma nova porta se abre, vá curtir a vida, que logo começa outra aventura!

Leave a comment

Search

Back to Top