Bus + Bike

Pode ser muito gostoso viajar para cidades próximas a sua para as conhecer melhor. Uma das formas mais interessantes de fazer isso é de ônibus e de bicicleta. O ônibus leva você, vamos dizer, por exemplo, para Itu (SP) e a bicicleta por sua vez vai levar você para todo lado para conhecer a cidade de ponta a ponta.

Veja nas fotos seguintes como fui para Campinas. (Pode ser boa ideia estudar a topografia e os pontos turísticos antes de sair de casa.)

É muito simples, fiz outro dia: Sai do Guarujá e fui para a rodoviária em Santos

image O João Barreto me ensinou fazer assim: tira a roda da frente, amarra no quadro e prende o conjunto com o extensor. image

Tem que prender para não ficar batendo de uma lado para o outro.image

Em Campinas foi só colocar a roda no lugar e sair para pedalar.

imageQue tal?
Convide uns amigos e pé no Pedal!

Detalhe uma bici aro 26 pode caber inteira, sem desmontar, é o caso da minha pretinha:

DSC_0306

Uma dica extra: Torne sua experiência mais rica com o App Google Goggles. Ele localiza informações de vários locais ao redor do mundo usando a câmera do seu celular.

Veja o exemplo seguinte, você tira uma foto de um ponto turístico: image Usa o aplicativo image e fica por dentro de tudo image Bom, não é?!
Exercício, relaxamento e cultura.

———— ————-

image

Rondônia – oportunidade

ZONA FRANCA VERDE

ZFV de Rondônia é mais uma área atraente para investimentos no norte do Brasil. Paulatinamente empresas irão se instalar, claro que leva tempo pra amadurecer o processo, mas vai acontecer, gerar progresso e oportunidades em diversos setores industriais.  Vale a pena ficar antenado desde já.

Nessa terça-feira (9), equipes técnicas da SUFRAMA iniciaram, em Porto Velho (RO), uma série de treinamentos e capacitações destinadas a servidores públicos, representantes do setor privado, membros da academia e demais interessados a fim de divulgar os benefícios da Zona Franca Verde (ZFV) e incentivar a implantação de empreendimentos industriais que utilizem insumos regionais e alavanquem a geração de empregos e renda na região.

ZFV-Rondonia
ZFV-Rondonia

As capacitações ocorrem em continuidade aos esforços da autarquia de espraiar os conhecimentos acerca do projeto ZFV em toda sua área de atuação (Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima e municípios de Macapá e Santana, no Estado do Amapá). Após ser aprovada pelo Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS), em fevereiro deste ano, a Zona Franca Verde suscitou expectativas e, ao mesmo tempo, dúvidas sobre os passos necessários à obtenção dos incentivos. Desde então, equipes técnicas da autarquia têm se dedicado a disseminar informações sobre o projeto que tem a possibilidade de levar desenvolvimento a toda Amazônia Ocidental, em especial as Áreas de Livre Comércio (ALCs) da região, a partir da utilização de matérias-primas regionais.

O primeiro curso ministrado pela SUFRAMA em Porto Velho ocorreu no auditório do hotel Rondon Palace e teve como tema “Evolução e Contextualização dos Incentivos Fiscais para a Área de Livre Comércio de Guajará-Mirim, Zona Franca Verde e Amazônia Ocidental”. A palestra foi realizada pela coordenadora geral de Estudos Econômicos e Empresariais (Cogec) da SUFRAMA, Ana Maria Souza. Ela destacou que “os incentivos da Zona Franca Verde não são excludentes, ou seja, os benefícios ofertados pela Zona Franca de Manaus para a região permanecem. Por isso, é preciso esclarecer os detalhes deste projeto que foca nos insumos regionais como base produtiva. Os bens finais podem abastecer tanto o mercado interno quanto o externo”.

Após contextualizar o projeto, Ana Souza reforçou que a Zona Franca Verde é, sem dúvida, um conjunto de incentivos fiscais que veio para ficar e gerar desenvolvimento, mas é necessário que haja o apoio da classe política, da academia e de todos envolvidos para que se tenha um amadurecimento da atividade industrial na região. “Não será de uma hora pra outra que diversas empresas virão se instalar, já que leva tempo pra amadurecer esse processo. Por isso, é preciso atrair investimentos”, complementou.

As capacitações tiveram continuidade com as apresentações dos técnicos Rafael Gouveia, da Cogec, e Marcus Batista, da Coordenação Geral de Controle de Importação e Exportação (CGIEX), que ministraram palestras, respectivamente, com os temas “Zona Franca Verde: Requisitos e Benefícios” e “Operacionalização e Anuência da SUFRAMA: Incentivos da ALC, Portaria 300 ou Amazônia Ocidental”.

Importância
Pedro Teixeira, diretor executivo da Superintendência de Desenvolvimento de Rondônia – que representou o governo do Estado no evento desta terça –, pontuou que “a iniciativa de se aprofundar as informações sobre a Zona Franca Verde na região é de fundamental importância para disseminar o conhecimento e promover o real desenvolvimento regional. Temos diversas oportunidades locais que podem ser exploradas e o advento deste novo projeto nos permite reforçar as potencialidades do Estado”.

Nesta quarta-feira (10), outras três capacitações complementares serão promovidas em Porto Velho pelos técnicos Claudino Lobo (Coordenação Geral de Análise de Projetos Industriais – CGPRI), Thelma Arruda (Coordenação Geral de Cadastro e Controle de Mercadoria Nacional – CGMEC) e Vitor Lopes (Coordenação Geral de Desenvolvimento Regional – CGDER).

Cartilha

O portal da SUFRAMA na Internet tem uma página dedicada exclusivamente à Zona Franca Verde (site.suframa.gov.br/assuntos/zfv) na qual os interessados podem encontrar uma cartilha sobre o projeto, um roteiro de apresentação de projetos industriais e a legislação aplicada, bem como a programação de eventos itinerantes de capacitação relacionados à ZFV.

Pare, pense e click!

Tirar fotos boas é fácil.

Muitas vezes perdemos fotos boas, de bons momentos, por que elas foram tiradas sem o mínimo cuidado. Muita luz, pouca luz, os olhos das pessoas fechados, flash ou a falta dele, etc.

Atenção. Tudo isso é mais questão de atenção do que de qualquer outra coisa.

Qualquer um pode tirar fotos boas.

Uma boa fotografia é questão de momento e cuidado (atenção), muito mais de visão do que de qualidade, capacidade ou tamanho do seu equipamento fotográfico.

  1. É preciso parar e pensar na hora de fazer uma foto.

A palavra é essa; pare de tirar fotos e passe a fazer fotos.  Tirar dá a impressão de coisa feita às pressas – de qualquer jeito. Fazer, por outro lado, dá a ideia de pegar diferentes partes e construir um todo – isso é fotografar!

Veja isso:

Foto = Luz
Grafar = Escrever

                                    Fotografar = escrever com luz

Usamos luz para descrever um objeto, um local, uma pessoa, etc. O termo composição é usado em fotografia acertadamente. Você tem que compor (juntar) luz, OBJETO, fundo, … para que a foto apareça no final.

Sou amador, falo para amadores. Quero apenas passar algumas idéias de como podemos, com um pouquinho de cuidado, tirar fotos mais interessantes.


2) Conhecer sua câmera ou celular com câmera é muito importante.

Se sua Câmera é digital você pode fazer experimentos – não vai ter custo – é só não imprimir, certo? Utilize cada tipo de função de sua máquina (celular ou câmera) para saber qual o resultado, verifique na tela do computador.

Veja que funções de Flash sua câmera tem. Na maioria das câmeras encontramos três tipos para escolher:

Posição sem flash – fotos sem flash (flash desligado),
Posição automática – flash automático
Posição forçada – flash forçado (faz a máquina disparar o flash mesmo “sem” necessidade).

Veja se tem como alterar a distância do OBJETO*.
Veja se tem função de ajuste para fotos em movimento.
Veja também se tem zoom e como se opera essa função.

*OBJETO = aquilo que você quer fotografar
FUNDO = o que está atrás do objeto

Pronto, já dá para fazer muita coisa com esses conhecimentos.

– Agora alguns detalhes mais tecnicos de fotografia, confira, é fácil!

3) Colocar em Foco na telinha da máquina

Pode ser interessante deslocar o OBJETO principal da foto para os lados e não fazer todas as fotos com o objeto principal no meio da foto. Experimente!

Veja o exemplo abaixo:

Digamos que aqui tem um grupo de pessoas e o foco é o Sr Caneta Preta, note os diferentes enquadramentos.

06252009344

06252009343

06252009342

Quando o OBJETO é grande…

Imagine um monumento grande, uma estátua. Queremos que uma pessoa saia na foto junto dele. O melhor modo de fazer isso é caminhar para longe do OBJETO maior até que ele fique bem ajustado na tela, com alguma folga. Depois peça para a pessoa se colocar a um metro e meio da distância de você. Então, faça novo enquadramento.

Olhe abaixo uma bricadeira para ilustrar isso. A garrafa é o monumento e o Sr Caneca é a pessoa, veja que diferença. Nas três fotos temos o monumento na mesma distancia e jogamos com o Sr Caneca, percebeu a diferênça?

06252009345

06252009346

06252009347

Sem Flash

Se você utilizar o flash muito perto do objeto pode deixar a foto toda clara de mais, e muito longe, escura. O flash tem um alcance limitado, de normalmente três a cinco metros, ou seja, não adianta deixar o flash ligado em uma foto onde o objeto está a 30 metros.

Depois coloco um exemplo aqui, ok?

Com Flash

Um ambiente sem ou mal iluminado não é o único lugar onde o flash é necessário, por exemplo, em uma foto contra-luz, ele pode ser usado como preenchimento.

Depois coloco um exemplo aqui, ok?

Cuidado com o fundo

A escolha do que vai estar como fundo da foto é tão importante quanto a do que vem em primeiro plano.

Nossa caneca é preta,
ainda dá para ver a caneca,
mas um fundo claro seria muito melhor. Você tem que prestar atenção a isso também.
06252009350


Posição

Procure sempre que possivel estar na mesma altura do OBJETO na hora da foto.

Luz é tudo de bom!

Sempre que puder, aproveite a luz natural do sol. Coloque o sol atrás de você. A fonte de luz (sol, lampadas) à suas costas, o OBJETO sempre banhado por luz (bem iluminado). Isso faz muita diferênça.

Agora aproveite que sua câmera é digital e pratique, divirta-se!

Saiba aqui também o que é um roteiro fotográfico.

Escalada

Amanda Rix escalando muro na Unicamp em Campinas, SP
escolher e no caminho divertir-se

Somos levados a crer que a vida é o que a vida não é – desde os gregos – crer que nada é maior que o destino. (Édipo Rei)  “O que há de ser será.”

Os deus do Olimpo podem muito.  Cremos: é o destino, está escrito, “maktub”. Se foi assim, assim é o melhor. Talvez Cronos, implacável, seja quem mais nos faz sentir isso – a terra gira, o tempo passa.

amanda escaladaMas há caminhos e caminhos, o tempo… esse sim, é um.  As escolhas são fundamentais e muitas – qual a prioridade.  Há caminhos, há, mas o tempo não se recupera. Qual o caminho certo?

Dá para recomeçar?  Dá, sempre dá,  mas é preciso gastar novo tempo, mais tempo.  Então pondere, veja os custos de cada caminho e gaste seu tempo com sabedoria.

Não aos ventos e sim as velas*,  seja o que é possível ser.  Faça o que é possível fazer. A cada minuto estamos todos diante das encruzilhadas, o paraíso, o inferno, tudo está na sua mente.

Em tudo e sempre:  escolher,  investir e  colher –  é a vida.

* trecho de um provérbio Árabe



Tyo Conectado

 

Expo Aladi 2016

Expo Aladi 2016, ocorrerá entre 19 e 21 de outubro, na cidade de Torreón, Estado de Coahuila de Zaragoza (México).

Organizada pela Associação Latino-Americana de Integração (Aladi), a Expo Aladi 2016 é o maior encontro de integração comercial da América Latina e terá como principal finalidade promover uma ampla rodada de negócios entre empresas dos treze países membros da Associação (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela) e compradores convidados da América Central e o Caribe (Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica, Nicarágua e República Dominicana). O objetivo maior do evento é incrementar e fortalecer o comércio entre os países membros, além de potencializar oportunidades para que empresas – em especial as de micro, pequeno e médio porte – ampliem sua participação no mercado regional.

Outros artigos sobre a região:
Amazônia Conectada
Viagem pelo Rio Amazonas
Golf in the Amazon

Para participar da rodada de negócios, as empresas interessadas devem pertencer a um dos seguintes segmentos prioritários: alimentos e bebidas processados; autopeças; couros e manufaturas em couro; manufaturas em ferro ou aço; materiais elétricos; maquinarias e equipamentos agrícolas; produtos farmacêuticos, outros químicos e plásticos; têxteis, confecções e calçados; e serviços vinculados às Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs). As inscrições são gratuitas e podem ser efetuadas mediante preenchimento dos formulários disponibilizados no link http://www.expoaladi.org/pt/inscricoes.html.

De acordo com a coordenadora-geral de Comércio Exterior da SUFRAMA, Sandra Almeida, a Expo Aladi oferece oportunidade vantajosa para que empresas regionais estabeleçam contatos e parcerias com compradores de diversas partes do mundo. Ela destacou, em especial, a metodologia proposta pelos organizadores da feira, a qual garante a participação apenas de vendedores que disponibilizarem as informações de seus produtos no sistema da Expo Aladi e conseguirem, previamente ao evento, um mínimo de cinco compradores interessados. “Dessa forma, os vendedores saem de seus locais de origem com uma segurança muito maior e possibilidades reais de negócios”, explicou Sandra.

Ela ressaltou também que a Coordenação Geral de Comércio Exterior da SUFRAMA está à disposição de empresas interessadas para prestar mais informações sobre o evento e orientar sobre a participação e o processo de inscrição.

“A SUFRAMA é a atual responsável pelo Comitê Gestor do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) no Amazonas e tem atuado no sentido de prospectar oportunidades de comércio exterior para as empresas da área de atuação da autarquia.

A Expo Aladi é uma feira de grande expressão e, sem dúvidas, temos empresas e produtos regionais em amplas condições de participar de uma rodada de negócios desse porte e firmar excelentes parcerias comerciais. Estamos à disposição para prestar suporte técnico a todos os interessados a qualquer momento”, enfatizou.

A Cogex pode ser contactada por meio dos telefones (92) 3321-7253/7256/7272 e e-mail pnce.suplente@suframa.gov.br.

 



Tyo Conectado

1º Pedal Retrô de Santos e Região

aaa011Pedal temático traz de volta um ar dos anos 40, 50, 60… para a cidade.  Ciclistas de toda a baixada se reuniram para fazer um passeio diferente. O Pedal Retrô – todos vestidos a caráter e Santos como o cenário perfeito.

13567301_10153691011421845_8837655007659513492_n
Walter e Márcia Lemos comemoraram 33 anos de casados.

Segundo os organizadores, Pedaletes do Litoral e AmericanCiclo,  no 1º Pedal Retrô de Santos e Região a ideia foi difundir ainda mais o uso da bicicleta e se divertir passeando por uma cidade que é, por si só, em muitas áreas um retrato dos anos dourados.

Mais de 150 ciclistas compareceram, o passeio foi um grande sucesso. A saída foi da Ponta da Praia em direção ao centro histórico onde se encontra a Bolsa do Café, edificil da decada de 30. Terminou na Fronteria – um dos locais de eventos e degustação de cafés do Festival Santos Café.

A seguir algumas fotos:

DSC_2262bp DSC_2327p

DSC_2315pDSC_2304pDSC_2344Você poderá ver mais fotos e vídeos em Fala Pedal no Facebook

Resumo em vídeo:

———-


EING
Escola Internacional Nova Geração, visite

———

 

 

Criança esperança…

Criança esperança – Todo ano tem a campanha ferrenha da Globo para quebrar recordes de arrecadação de doações. É muito bonito esse movimento todo, emociona a todos nós.

Todos estamos sempre prontos a dar uma mão, de um modo ou de outro, para os que estão para sair das fraudas e crescer. Queremos que eles tenham condições de se formar bem. Isso vai garantir o futuro.

Entretanto o futuro de muitos é o hoje, já chegou.

Há, entretanto, uma desproporção nas ações sociais. Explico. Por exemplo, existem milhares de ONGs voltadas ao atendimento a criança, de todos os tipos, com todo tipo de bandeira. O que existe voltado à pessoa idosa é comparativamente irrelevante. É preciso olhar para os dois lados desta balança. No momento ela é muito desigual.

Uma ação social mais equilibrada pode começar já, pequenina, mas forte.

George Carlin (um idoso engraçado)
George Carlin (um idoso engraçado)

É simples, nós somos os doadores. Se for doar 1 real, doe 60 centavos para ações voltadas às crianças e 40 centavos para ações voltadas aos nossos idosos.

Assim, por nossa conta, criamos mais justiça – somos nos que decidimos, correto?

Pessoalmente tenho, há muito tempo, interesse de montar uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) voltada ao trabalho com idosos.  Pense, se você quer montar uma organização e trabalhar no terceiro setor monte algo visando o trabalho com idosos. A possibilidade de aprovação e reconhecimento da sua Organização da Sociedade Civil de Interesse Público é maior por que a necessidade também é.

Por hora 60/40 ou 50/50 equilibrado direto do seu bolso já será um grande movimento para equalizar as coisas. Pelo menos dentro do cenário atual, concorda? Agora é com você, vamos equilibrar essa balança?!

Doe para um trabalho na sua cidade, aproveita e doa um poco de tempo também, acredite, vale mais que dinheiro. Em Campinas temos o Lar dos Velhinhos de Campinas, o Lar São Vicente de Paulo (para idosas).  (Na sua cidade basta da um Google em “lar dos velhinho + o Nome da cidade” que você acha.)

DSC_0114Para quem gosta de pedalar. Que tal um passeio até o lar da cidade vizinha? Imagina a alegria do velhinhos com todo o colorido dos ciclistas, das bicis, etc. Sem dúvida uma aventura diferente, solidária e criativa.  Vai despertar memórias, abrir novas conversas… Doar tempo é muito valioso e dá para aproveita e levar alguma outra coisa, sejam criativos. 

———————–

Visite seus anciões e doe seus ouvidos por uma hora que seja.
Vai ser bom e é muito valioso.

———————–

Recentemente, na EXPO ABF, conheci Amigos do Bem um trabalho completo de assistência à famílias como um todo.  Muito bom. www.amigosdobem.org.br.

——— ——— ——– 

 

Purificadores Purific, o melhor custo benefício. Água tratada na sua pia, deliciosa, leve para beber.
Purificadores Purific, o melhor custo benefício. Água tratada na sua pia, deliciosa, leve para beber.
Image001

Sonho de Atleta

in English

#brasilrumoaomexico – Benfeitoria

Atletas da Baixada Paulista mobilizados para realizar o sonho de ir ao Mundial de Triatlo (ITU) no México no próximo mês de Setembro. Fader Müller, Jeferson Oliveira, Luiz Felipe e Nicholas Cruz estão duplamente qualificados para participar como amadores e levar o nome do Brasil mais alto no evento.

Sem recursos para tal (está já é a quarta vez que se qualificam) resolveram buscar uma saída no financiamento coletivo (crowdfunding), via Benfeitoria, uma plataforma inovadora que tem ajudado artistas, pesquisadores, ativistas sociais e agora inova uma vez mais a0 apoiar uma iniciativa esportiva.

Se bem que como estes atletas são fruto do trabalho da ONG Pró-Talentos, a ação tem um lado social também. Afinal, toda esta experiência será repassada para outros atletas da instituição. Os quatro aqui citados são campeões Paulista, Brasileiro e Pan-americano na modalidade de Triatlo.  Por isto estão qualificados para o Mundial.

Agora o alvo é mobilizar o maior número de pessoas possível para viabilizar o projeto. Você que nos lê pode apoiar colaborando, divulgando e acompanhando o desenrolar desta história. Que será, sem dúvida, de muito sucesso e aprendizado para todos.

No Benfeitoria é tudo ou nada. Cinco alvos foram programados, no primeiro deles apenas dois atletas serão enviados, no segundo três e assim sucessivamente até o alvo final que é levar a equipe completa. Mas tudo ou nada significa que se, por exemplo, não alcançarem o primeiro alvo, que é de 16.000,00, todos os que colaboraram receberão seu dinheiro de volta.

Isto tras para o projeto uma seriedade e compromisso muito grande. Ou seja, se arrecadarem dez mil, por exemplo, não dá para ir… os dez mil voltam para as mãos dos Benfeitores.

Você pode conhecer e apoiar Benfeitoria, o Projeto “Rumo ao Mundial no México” e outros mais em: https://www.benfeitoria.com/

Uma página foi criada para compartilhar tudo que rolar no México, fé eles tem. 🙂

Participe: https://www.benfeitoria.com/rumoaomexico

#brasilrumoaomexico 


Tyo Conectado

Leia a Bíblia

Primeiro um caso:

Um político ataca a Bíblia. A motivação é puramente marketing, um coitado que quer aparecer sem gastar ou fazer muito para isso, um espertalhão. Tipo o maluco lá candidato a presidente dos USA.

Ele é mais um que conhece o ditado que os políticos adoram e a mídia majoritária parece desconhecer: “falem bem, falem mal, falem de mim”.

Digo não!  Não citarei os nomes. Nada de ajudá-los!

Vamos falar do que e de quem é bom.

—————-

Aproveito para desafiar, leia Bíblia.  Já que falam tanto dela…
bib

Leia a Bíblia:
Se você é cristão, porque é o seu livro.
Se você é ateu, para saber o que fala.
Se você é erudito, para ser erudito de verdade.
Se você é um artista, porque ela faz parte da literatura mundial e tem muita poesia, histórias e mitos.
Se você só ouviu falar dela, para saber com seu próprios olhos.

Compartilhe este post se você concorda. E lembre, não mencione o nome de idiotas oportunistas nem mesmo para desaprová-los, não os ajude!

Plano para ler a Bíblia em um ano.
Dobre os esforços e leia em 1/2.
Faça como achar melhor mas leia.
Leia a Bíblia e compartilhe esta ideia.

—————

Bíblia online é fonte de cultura 

Escolha o livro, o idioma que desejar e leia:

Bíblia online

Franquias – ABF Expo 2016

ABF Expoo 2016, nos Pavilhões Azul e Branco do Expo Center Norte em São Paulo, a capital dos negócios terminou neste Sábado. Que lá esteve pode se encontrar com empresários, empreendedores, investidores altamente qualificados e fornecedores do setor e puderam também confira as opções de negócios nos mais variados segmentos da economia nacional.

“Oferecer ao público empreendedor oportunidades de investimento em praticamente todos os segmentos da economia, da alimentação à locação de veículos. Divulgar a importância do sistema de franchising para o cenário econômico do País, que utiliza a força da operação em rede para trazer maior assertividade e menos risco para os negócios.” Objetivo definido pela ABF.

A lista completa de expositores deste ano você encontra no site do evento, lista. Foi uma grande oportunidade estar em contato direto com inúmeros empreendimentos de sucesso. Veja a seguir alguns momentos interessantes, desta visita.

 Chef Gary veio do México para fazer comida mexicana de verdade para os brasileiros:

Com expositores de praticamente todos os seguimentos, na feira tinha franquias para todos os gostos, tanto empreendedores quando clientes curiosos ficaram satisfeitos. No estande da DoctorFeet me dei bem:

Teve espaço até para benfeitoria e ação social:

Vídeo aqui em breve:

Anota aí, ano que vem não perca!



Tyo Conectado