Nome bíblico causa controvérsia na Nova Zelândia

Nome bíblico causa controvérsia na Nova Zelândia

Blogroll, Citizen Journalism

Aconteceu esta semana (jul/20) na Nova Zelândia. Casal inglês travou uma batalha para nomear filho “Lúcifer” depois que escrevente tentou barrá-los, tudo por conta da conotação do nome.

 

Um comentário de Daniel Morgante no FB me chamou a atenção:  “Bom, o nome deriva do latim que significa “portador da luz”, então se deixarmos a conotação religiosa de lado, qual o problema?”

 

Seja como for, Dan e Mandy Sheldon são agora oficialmente pais do pequeno Lúcifer. Lúcifer Sheldon é um bebê saudável e bem alegre.

Os pais tiveram que a deixar a sala enquanto a escrevente verificava se ela tinha permissão para registrar o garoto com o título satânico.

Poema de Shekespear questiona a importância dos nomes.

Poema de Shekespear questiona a importância dos nomes.

Dan, o pai de Lúcifer, acrescentou: “Ficamos indignados com o comportamento da escrevente.

 

Honestamente, nós apenas pensamos que era um nome bonito. . . único. Não esperávamos ter tanto transtorno por isso. ” afirmou.

 

Oficiais da localidade de Derbyshire disseram: “Pedimos desculpas se eles foram ofendidos, mas é dever dos nossos oficiais aconselhar nesses assuntos, pois às vezes as pessoas não têm conhecimento de certos significados ou associações em torno de certos nomes”.

 

O nome Lúcifer foi mencionado pela primeira vez na Bíblia King James em 1611. Nas versões mais modernas da Bíblia, ele é chamado de Satanás.

 

 

Leave a comment

Back to Top